As mães Cássia de Souza Barros,  Magnólia Santana e Ana Maria Lima estão aflitas 

A reportagem do Jacobina 24 Horas foi procurada por mães de quatro estudantes oriundos do município de Várzea Nova, que na última segunda-feira (17) viajaram para a cidade de Quixabeira, para participar de um teste de adaptação na Escola Família Agrícola, no período do 17 a 21 deste mês.

Segundo Cássia de Souza Barros, Magnólia Santana e Ana Maria Lima, mães dos quatro alunos, o retorno estava previsto para o dia 21, mas a direção da Escola Família Agrícola resolveu abreviar o processo de adaptação para esta quinta-feira (20.12).

Aflitas, as mães foram ao gabinete do prefeito de Várzea Nova, João Hebert Araújo (Joãozinho), para que fosse agilizado o transporte para o retorno dos alunos, porém, o gestor teria alegado que não teria um veículo da prefeitura para esta data.

Hoje, ao meio dia, a reportagem fez contato direto com o prefeito Joãozinho, inclusive encaminhando áudios que os relatos feitos pelas mães.

“Falei a elas que iria sentar com o pessoal do transporte par ver a possibilidade”, declarou o prefeito.

No final da tarde, a reportagem voltou a cobrar uma posição do prefeito Joãozinho, que não mais respondeu as nossas mensagens.

“Estamos aflitas. Estamos desempregadas, não temos dinheiro para fretar um veículo para buscar nossos filhos, que são adolescentes que estão saindo da nosso cidade em buscar de capacitação, porque aqui não temos escolas técnicas”, relata Ana Maria, que é mãe de um dos alunos.

Cópia do ofício enviado pelo secretário de Agricultura ao prefeito Joãozinho


Agua quadrado