Moradores da comunidade de Maxixe no município de Várzea Nova, estão inconformados com a atitude ditatorial da administração municipal representada pelo prefeito João Hebert. De acordo alguns moradores, a exatos oito dias dois funcionários da prefeitura chegaram na comunidade e solicitaram as chaves do cadeado do poço artesiano ao senhor Durval proprietário do terreno. Durval se negou entregar as chaves, alegando ser responsável pelo poço desde a instalação há quase oito anos e também por ser proprietário do terreno. Diante da negativa do senhor Durval, os funcionários afirmaram estarem ali cumprindo ordens e se dirigiram ao local do poço, onde serraram o cadeado e colocaram outro. Esta atitude desrespeitosa da gestão foi para atender o aliado político do prefeito senhor Erni, que a partir daquela data seria o responsável pelo poço. Segundo moradores, o prefeito poderia dialogar com eles e ouvi-los, se estão ou não satisfeitos a distribuição da água, mas preferiu tomar as chaves na marra. Nas cobranças nas emissoras de rádio, os moradores prometeram buscar a justiça no sentido de resolver o impasse.